Ir para conteúdo
Notícias
pesquisar por termo
Categoria
--Selecionar Categoria--
Categoria 2
Sem resultados a apresentar
Olhão acolhe Jornadas da Rede de Museus do Algarve
Olhão acolhe Jornadas da Rede de Museus do Algarve
“Que Definição e Ação para os Museus e suas Redes?” será o tema das 5as Jornadas da RMA - Rede de Museus do Algarve. O Município de Olhão é, mais uma vez, o anfitrião da iniciativa, que se realiza no Auditório da Biblioteca Municipal, no dia 25 de novembro, tendo por base os seguintes objetivos: - Refletir sobre a nova definição de Museu, aprovada na Assembleia Geral Extraordinária do Conselho Internacional de Museus (ICOM), em Praga, no dia 24 de agosto de 2022, o seu impacte nas atuais e futuras ações dos museus, enquanto lugares dinâmicos, histórica e socialmente relevantes e estruturas insubstituíveis do conhecimento, salvaguarda e valorização do património cultural e natural; - Promover o debate sobre os desafios que se colocam à missão e funções dos museus, aos seus profissionais e à diversidade das suas Redes Temáticas e Territoriais, no sentido de proporcionar formas de desenvolvimento de uma maior e mais efetiva estratégia de proximidade e inclusão das suas comunidades, em projetos de parceria e cooperação; - Contribuir para clarificar qual deverá ser o papel das diferentes Redes de Museus (nacionais, regionais e locais), assim como o mais adequado posicionamento dos museus e das instituições ligadas ao património cultural e natural, como membros ativos e essenciais ao serviço dessa realidade potenciadora de uma forte interatividade e dimensão social. A quinta edição das Jornadas da RMA reúne vários especialistas e responsáveis de várias instituições, associações museológicas e Redes de Museus regionais portuguesas do Douro, Médio Tejo, Algarve e da vizinha Andaluzia para, de acordo com o programa da iniciativa, promover uma discussão sobre o papel dos museus e das suas funções, bem como as melhores formas de trabalho e operacionalidade das suas redes geográficas e temáticas. A entrada é livre e gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória, até ao dia 21 de novembro, em: rma-museusdoalgarve.yolasite.com.  
Museu Municipal de Olhão promove oficina de empreita
Museu Municipal de Olhão promove oficina de empreita
O Museu Municipal de Olhão - Edifício do Compromisso Marítimo organiza nos dias 19 de novembro, 3 de dezembro, 17 de dezembro e 7 de janeiro uma oficina de empreita. Este espaço de aprendizagem de uma técnica artesanal secular vai contar com a presença e saber de algumas das mestras que ainda se dedicam à empreita no concelho. Os participantes terão oportunidade de aprender a entrelaçar a palma da forma como estes conhecimentos eram tradicionalmente transmitidos: entre risadas e dois dedos de conversa. A técnica da empreita, que consiste em entrelaçar as folhas da palma, ou palmeira-anã (chamaerops humilis), era tradicionalmente feita pelas mulheres, depois de as folhas serem colhidas, secas e separadas de acordo com a sua espessura. A empreita de palma proveniente do interior do concelho surgiu com a necessidade de embalar figos, amêndoas e alfarrobas para o seu transporte. Passou, então, a ser utilizada noutros objetos quotidianos, na pesca e com fins decorativos. A esteira popularizou-se devido à lacuna de mobiliário nas habitações mais humildes. Atualmente, a empreita é efetuada quase totalmente com propósitos decorativos, sendo uma das atrações turísticas da região. A participação na atividade é gratuita e as inscrições podem ser efetuadas através do telefone 289700103, ou do correio eletrónico museu@cm-olhao.pt.  
Livro sobre a arquitetura do SAAL Algarve e o 25 de Abril apresentado em Olhão
Livro sobre a arquitetura do SAAL Algarve e o 25 de Abril apresentado em Olhão
A apresentação do livro “Cidade Participada: Arquitetura e Democracia — Algarve. Operações Saal” terá lugar na próxima sexta feira, dia 21 de outubro, às 18h00, no Museu Municipal de Olhão. O projeto editorial “Cidade Participada: Arquitetura e Democracia” é uma coleção composta por dez volumes dedicados ao Serviço de Apoio Ambulatório Local (SAAL), em vigor entre 1974 e 1976. A coleção tem como objetivo documentar, estudar e divulgar um conjunto diversificado de processos, projetos e bairros, contribuindo não só para um conhecimento mais completo da arquitetura portuguesa do pós‑25 de Abril de 1974, como também para a discussão sobre a construção da cidade contemporânea. Este projeto editorial, coordenado pelo professor Alexandre Alves Costa, resultou da parceria entre o Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto e a editora Tinta da China. A publicação que agora se apresenta incide sobre a região do Algarve, constituindo o quarto volume da coleção, e contando com a coordenação de Miguel Reimão Costa (Universidade do Algarve) e de Ana Alves Costa (Universidade do Porto). Publicado pela editora Tinta da China, este volume teve o apoio da Direção Regional de Cultura do Algarve, da Câmara Municipal de Olhão, da Câmara Municipal de Silves, do Centro de Estudos de Arquitetura e Urbanismo da FAUP e do Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Ciências do Património, contando com textos de Alexandre Alves Costa, Ana Alves Costa, António da Cunha Telles, José Batista Alves, Miguel Reimão Costa, Vítor Ribeiro e Paulo Varela Gomes e com depoimentos dos participantes no processo José Veloso, José Maria Lopes da Costa, Manuel Dias e João Luís Correia.
Museu comemora Dia Internacional da Juventude com passeio no caíque
Museu comemora Dia Internacional da Juventude com passeio no caíque
Assinala-se esta quinta feira, dia 12 de agosto, o Dia Internacional da Juventude, que decorre sob o lema “Transformar sistemas alimentares: inovação juvenil para a saúde humana e planetária”.O Museu Municipal de Olhão – Edifício do Compromisso Marítimo e a Fesnima juntaram-se para assinalar a efeméride, promovendo um passeio interpretativo no caíque Bom Sucesso, com o objetivo de divulgar e sensibilizar os jovens para o património cultural subjacente à paisagem da ria Formosa.Assim, os jovens olhanenses com idades compreendidas entre os 12 e os 25 poderão inscrever-se de forma gratuita através do correio eletrónico museu@cm-olhao.pt, com os seguintes dados: nome, contacto telefónico e data de nascimento.A atividade ocorrerá no final de setembro, sujeita a lotação e de acordo com as normas da DGS.  
Museu Municipal assinala 20.º aniversário com exposição de rua
Museu Municipal assinala 20.º aniversário com exposição de rua
O Museu Municipal de Olhão - Edifício do Compromisso Marítimo assinala a passagem do seu 20.º aniversário com uma exposição de rua, intitulada 20 Anos de Museu, patente no Largo da Restauração.A mostra é composta por vários painéis alusivos ao aniversário do Museu e ao percurso deste equipamento cultural olhanense ao longo das últimas duas décadas.O Museu Municipal funciona no antigo edifício do Compromisso Marítimo de Olhão, que começou a ser construído há cerca de 250 anos, com a finalidade de proteger todo o “mareante e pescador, de qualquer sorte, qualidade e condição que seja assim de toda a arte de navegação como de pescar”. Uma estrutura fundamental no bom funcionamento da sociedade de então.Embora sob a influência da pandemia, é importante continuar a celebrar o património, o sentimento de pertença, a autenticidade de uma comunidade e a sua memória.A exposição, patente ao ar livre frente ao Museu, celebra, também, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que este ano é dedicado ao tema Passados complexos, futuros diversos.
Olhão comemora os 325 anos da Paróquia com exposição e missa solene
Olhão comemora os 325 anos da Paróquia com exposição e missa solene
O próximo domingo, dia 11 de outubro, marca o início das comemorações dos 325 anos da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Olhão. Para assinalar a data, estará patente no Museu Municipal uma exposição que revelará parte da herança religiosa dos olhanenses. As celebrações, no entanto, começam com uma missa solene na Igreja Matriz da cidade presidida pelo Bispo do Algarve, Dom Manuel Neto Quintas, às 10h30.A mostra no Museu Municipal - Edifício do Compromisso Marítimo, que estará patente durante vários meses, será dada a conhecer ao presidente do Município de Olhão, António Miguel Pina, e ao Bispo do Algarve, Dom Manuel Neto Quintas, às 11h30, após a missa de domingo, e estará patente ao público no horário normal de funcionamento do Museu, a partir da próxima terça feira.A exposição, que tem como objetivo principal revelar uma parte muito significativa da herança religiosa dos olhanenses, leva-nos numa viagem que tem início no século XVIII e chega até aos alvores do século XX, mostrando-nos um conjunto de objectos religiosos relacionados com a eucaristia, como paramentos, peças de ourivesaria, esculturas, pintura e livros litúrgicos. São mais de duas dezenas de elementos expostos, nos quais conseguimos ‘ler’ um pouco de história.Foi analisada muita documentação, proveniente de arquivos e bibliotecas, o que possibilitou aos técnicos do museu e do arquivo municipais de Olhão conhecerem a fundo todo o acervo paroquial, que agora é mostrado. Trata-se de um trabalho inédito que permite a todos os olhanenses terem, a partir de agora, mais conhecimento do que aconteceu nos últimos três séculos na sua cidade e concelho.A exposição, que assinala os 325 anos de elevação da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Olhão, resulta de um protocolo celebrado entre o Município e a Paróquia, o que possibilitou o tratamento, inventariação e digitalização de todo o Arquivo da Paróquia de Olhão.
Retroceder
1
...
Próxima Página